Prezada, eu

Muito pouco muito me perturba. Às vezes sou assim, facilmente perturbável. Nunca vejo a hora de me mover, de mudar, de agir. Mas naqueles dias em que me vejo completamente só, mesmo que a contragosto fico assim, só. Não nego o desprezo que tenho por precisar de outros, afinal, quem gosta de precisar de algo. … Continue lendo Prezada, eu