A caolha, por Júlia Lopes de Almeida

Júlia Valentim da Silveira Lopes de Almeida foi uma parte fundamental do posicionamento da mulher na literatura, além de escritora, cronista, teatróloga e abolicionista brasileira, que conta com importantes obras como A Falência e A Intrusa. Embora atualmente mais valorizada, não pôde se consagrar entre os "imortais", pois a Academia Brasileia de Letras seguia o … Continue lendo A caolha, por Júlia Lopes de Almeida

Diva: Perfil de Mulher, por José de Alencar

José de Alencar (1829-1877) Um romance publicado pela primeira vez em 1864, escrito por José Martiniano de Alencar. O Doutor Augusto Amaral cuidou de Emília Duarte quando a moça caiu de cama, aos 14 anos, contou com a descrição de uma criança desengonçada, de grandes vestimentas, demonstrou leve potencial para um dia ser agradável aos … Continue lendo Diva: Perfil de Mulher, por José de Alencar

O bom crioulo, por Adolfo Caminha

O bom crioulo foi escrito em 1895 por Adolfo Ferreira dos Santos Caminha, escritor que fez parte do movimento do naturalismo. Essa escrita naturalista deu origem ao romance experimental, consiste em colocar os personagens e cenários com características animalizadas, que retomam às origens primárias do ser. O Naturalismo foi iniciado no Brasil com a escrita … Continue lendo O bom crioulo, por Adolfo Caminha

Meu pé de laranja lima, por José Mauro de Vasconcelos

Zezé é um garoto levado, conhecido como apadrinhado do capeta, algo que seus parentes e pessoas próximas vivem a dizer e o próprio garoto já tomou o diabo como seu padrinho, pois de acordo com aqueles a sua volta, o ser era a origem das ideias traquinagens. Com o decorrer da história são apresentados os … Continue lendo Meu pé de laranja lima, por José Mauro de Vasconcelos