POEMA: AINDA ESTOU VIVA.

Ainda estou viva…

Aprendi que não preciso de você
Aprendi a respirar sem você
Você disse
“Você viveu sem mim até agora
Vai continuar sem mim também”
Você podia ter me amado
Podia ter me tido para sempre
Mas não fui o suficiente
E tudo acabou de repente
Algo mudou
Me senti incapaz
Impotente
Você já não me olhava da mesma forma
E vou me libertar
Espere e verá
Não cantarei mais para você
Não sorrirei mais para você
Me tornarei aquilo que mais almejo
Suficiente
Não para você
Ou qualquer outro que fará a mesma coisa
Suficiente para mim
Potente para mim
Agora respiro aliviada
Agora canto
Agora danço
Danço para mim
Danço para minha alegria
Danço pela minha vitória

22/10/2018- Gara.

Seja suficiente, seja o que te completa. Se passar pelo que passei, seja forte, não há viva alma que mereça suas lágrimas. Mesmo que ainda chore antes de dormir,que o coração ainda acelere. Faça o que gosta, coma, ria, dance, assista, leia, programe, toque. Não fuja, encare a dor de frente e sorria. Sorria em frente ao que te fez sofrer, e veja o olhar de surpresa, pois nem a outra pessoa conhece a força que tens após a tempestade passar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s