Resenha: A Mansão Hollow por Agatha Christie.

Agatha Christie como uma grande escritora consagrada na área do mistério e investigação, possui grandes personagens como Hercule Poirot e Miss Marple, que com eles dá vida aos crimes e as procuras a quais tanto escreveu, e neste romance há um novo caso nas mãos de Hercule Poirot.

Na mansão Hollow, Lucy Angkatell convida um grupo de amigos para se reunirem em certo fim de semana, nele se inclui uma escultura e outras figuras ilustres, no cenário do campo, que por coincidência é o local em que Hercule Poirot escolheu para passar os fins de semana.

Lucy decide chamar Mr. Poirot para um almoço, no domingo em que receberia suas visitas. O detetive, muito bem vestido e limpo, adentrou à mansão e logo se deparou com uma cena que o lembrou um teatro. Três grupos ou pessoas advindos de caminhos diferentes que acabaram de chegar à área da piscina, e na borda da mesma se encontra um corpo, e um suspeito, teatralmente segurando uma arma, que se pressupõe ser a do crime. Hercule, naturalmente achou ser uma brincadeira por parte dos convidados, mas ao notar, havia verdade, houve uma morte, e todos ali sabiam quem era o culpado, menos Hercule e a polícia.

A partir do fato ocorrido, enganos e investigações se iniciam, deixando Poirot intrigado, pois não prestara a devida atenção à cena inicial, também aquele pessoal estranho com suas manias. Tendo o final o culpado mais inesperado possível.

2 comentários sobre “Resenha: A Mansão Hollow por Agatha Christie.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s