Comédia: Um senhor estagiário

Dica de filme #5: Um senhor estagiário e Os intocáveis - Já fomos ...
Anne Hathaway e Robert Robert de Niro (Um senhor estagiário/2015)

Bem Whittaker (Robert De Niro) é um viúvo aposentado que está sem um rumo para continuar na ativa de viver. Estabelece uma rotina e tenta a seguir, mesmo que sem grandes novidades. Um dia após sair do mercado, viu um panfleto de uma nova empresa que estava contratando estagiários sêniors. A inscrição foi moderna, um vídeo para a seleção e varias entrevistas dentro da empresa, por sua experiência e boa conversa, foi rapidamente contratado e designado para auxiliar Jules Ostin (Anne Hathaway).

Ostin é a mulher fundadora da Sobmedida.com, uma loja online que em 18 meses já conta com mais de 200 funcionários, já com uma sede e depósitos próprios, gerenciado por ela mesma. Com a vida cheia de afazeres, ter a ideia de um senhor ao seu lado só a fez pensar como atrasaria sua rotina.

Todas as manhãs Ben acorda cedo, se prepara e de barba feita, paletó e pasta de couro, vai ao escritório e espera ser útil à sua chefe. Logo encontra outras formas de se manter ocupado e fica bem conhecido entre seus colegas de trabalho, além da boa interação durante toda a longa.

Crítica: Um Senhor Estagiário
Anne Hathaway e Robert Robert de Niro (Um senhor estagiário/2015)

Consegue começar a chamar a atenção da jovem CEO por suas ações, como limpar a “mesa da bagunça”. A observação é uma virtude e com ela o nosso estagiário percebe o motorista de Jules se alcoolizando pouco antes de uma viagem, age rápido e manda-o para casa, assumindo o carro.

A partir desse momento a relação entre os dois muda de forma a que a moça dá o braço a torcer em relação ao senhor e abaixa a guarda. A conivência trouxe um vinculo impressionante e bem construído.

***

A história se desenvolve de maneira mais intensa do que relatei, pelo simples fato de ser um filme tão bom que merece ser assistido sem maiores spoilers.

Gostei de como trataram o jeito clássico de Ben em contraste a modernidade de Jules e as tecnologias atuais. Tem uma pegada sentimental e trás um final diferente do que esperei, não gostei, pois, por experiência própria não daria certo por inúmeros fatores, mas que não descaracteriza a ideia do filme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s