A VIAGEM DO PEREGRINO DA ALVORADA, POR C. S. LEWIS

Neste livro, Lúcia e Edmundo estão de volta à Nárnia, dessa vez, o primo Eustáquio foi com eles. Através de um quadro na parede do quarto em que Edmundo e Lúcia estavam, segredando sobre Nárnia, o primo adentra o quarto em busca de contendas com ambos. Nesse momento o navio da pintura começa a se mexer, a brisa do mar transpassa o quadro e chega até eles, e poucos segundos o local começa a inundar com a água salgada, obrigando todos a nadarem por suas vidas. Logo mais, o quarto desaparece e estão em mar aberto, com uma grande embarcação se aproximando. Escutam um “HOMEM AO MAR” vindo lá de cima, e logo a ajuda vem. No navio, reconheceram o rei Caspian e seus conhecidos, todos se alegraram em dos antigos rei e rainha de Nárnia terem embarcado com eles, junto de um rapaz mimado e rabugento, que logo de início consegue a antipatia de todos.

Resultado de imagem para a viagem do peregrino da alvorada

Caspian busca os antigos conselheiros de seu pai, que foram exilados após sua morte e também busca conhecer o país de Aslam, que se encontra no fim do mundo, até onde há flores sobre a superfície marinha e a água se torna doce e cristalina. Conhecem estrelas e o veem o povo do mar, que há muito desapareceram das imediações do país que Lúcia e Edmundo governaram, nos tempos de ouro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s