RESENHA: O MULATO POR ALUÍSIO AZEVEDO.

O mulato é um clássico brasileiro que aborda o racismo no século 19 no Maranhão. Onde a escravatura está presente e aquele que possuir laços de sangue com escravos ou ex-escravos ou o próprio ser um ex-escravo era uma figura não vista com bons olhos por aquela sociedade. O mulato em si era um homem que estudou, foi educado e viveu entre aqueles que o aceitavam e o tratavam como igual na Europa. Ao voltar para o Brasil e para sua cidade natal, se depara aparentemente com um lugar normal para ele, aos primeiros olhos. Mas com o passar do tempo, nota olhares e comentários sobre si. Suas suspeitas se confirmam ao pedir sua prima em casamento e seu tio, o pai da moça, o nega por ser filho de uma escrava forra, e ele próprio ter nascido cativo. A partir deste momento começa a se julgar, a sua mãe e seu passado, pensando realmente que há algo errado em sua cor e descendência. Acabando por ser morto ao final, ao contrário de minhas esperanças, que estava crente que iria ficar com a mocinha no final.

o mulato

Neste livro o racismo presente vem da maioria dos personagens, descontando apenas a prima que ama-o. Durante toda a narrativa há momentos sutis em que a fato é apresentado e nosso Raimundo não percebe as atitudes daquele que o rodeiam, o aceitam apenas por obrigação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s