O grão de feijão

Um feijão pode ser colocado em algodão, ser molhado constantemente e crescer. Não vai ser em duas horas, ou você vai acordar e o ver com folhas. Isso demora alguns dias, três, quatro até. Ficar observando não o fará crescer mais rápido mesmo que você possa crer nisso.

Ele primeiro vai apontar uma pequena raiz, branquinha, querendo explorar o mundo novo. Em algumas horas ela terá crescido um pouco mais e você vai se impressionar. Claro, caso esteja conferindo, caso esteja com ansiedade, pensando, pensando. Seus olhos voltam para o feijãozinho.

Ele agora tem boas raízes. Está tentando crescer, ter força. Cuide dessa pequena vida. Ele morre com facilidade. A casca quer se soltar, olhe só, que movimento bonito. No outro dia você arranca a casquinha, quer ver acontecer mais rápido.

Três vezes ao dia você olha. Tem o broto de uma folha entre as aberturas dele, está crescendo. Não esqueça da água, tem que estar sempre molhado. Olha as raízes, estão ainda mais fortes, para uma semente isso é muito, impressionante.

A semente antes amarelada está se esverdeando. Cresceu tão rápido essa haste, que planta esperta. Dez centímetros em menos de dois dias. Logo estará grande o suficiente para ser colocado na terra.

E sua ansiedade? Passou?

Não.

Ele tem que crescer e dar frutos. Calma, foram sete dias? Aguarde mais noventa, se aguentou até aqui. Não pare de cuidar dele, mesmo grande, vai precisar de orientação. Respire e continue o que começou.

Um comentário sobre “O grão de feijão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s